terça-feira, 27 de setembro de 2011


“Quando a última arvore cair, derrubada; quando o último rio for envenenado; quando o último peixe for pescado, só então nos daremos conta de que dinheiro é coisa que não se come”. Índios da Amazônia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores